sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Administre bem o seu dinheiro e seja feliz

No post passado eu disse que estava muito satisfeito com o controle que estava fazendo das minhas finanças e disse que faria um post sobre o real motivo por estar nessa euforia toda. Pois bem, este é o post.

Administrar as finanças, mesmo com pouco dinheiro, é fundamental para estar preparado para receber mais dinheiro e grandes fortunas. O raciocínio é o mesmo para esmagrecer. Se você tem 100kg e quer estar com 80kg, o que faz? Faz dieta, exercícios, academia, etc. Se viesse uma fada mágica e lhe transformasse de cara gordão para um cara sarado, é bem provável que você volte a ficar gordo novamente, pois você não tem o hábito de comer alimentos saudáveis e de realizar exercícios para manter o corpo.

O mesmo é para o dinheiro. Se você tem pouco dinheiro e quer ter uma fortuna mais na frente, o que você faz? Você controla as finanças, registra os gastos, investe, etc. Se viesse uma fada mágica e lhe desse uma fortuna que o torne milionário - ou melhor, você ganhou na loteria - é bem provável que você volte a ficar pobre novamente pois não tem o hábito de gerir adequadamente as finanças para manter e até multiplicar o montante.

No livro que li "Os segredos da mente milionária", de T. Harv Eker, uma passagem me marcou muito:

"Nos seminários, costumo contar uma história que atinge em cheio a maioria das pessoas. Imagine que você está passeando com uma criança de cinco anos e passa por uma sorveteria. Você entra e compra para ela uma bola de sorvete na casquinha. Depois que vocês saem dali, a criança balança o cone na mão e, de repente, o sorvete cai no chão. Ela começa a chorar. Você volta à sorveteria e, quando vai repetir o pedido, a criança vê num cartaz colorido a foto de uma casquinha com três bolas. Ela aponta para o cartaz e grita: "Eu quero este!"

Instala-se o problema. Por ser a pessoa bondosa, efetuosa e generosa que é, você faria a vontade da criança e pediria uma casquinha com três bolas? De imediato, a sua resposta talvez seja: "É claro". Mas, pensando um pouco melhor, a maioria dos participantes dos seminários responde: "De jeito nenhum". Afinal, por que premiar o erro da criança e programá-la para falhar? Se ela não é capaz de segurar direito uma casquinha que tem só uma bola de sorvete, como vai conseguir fazer isso com uma que tenha três?


Esse mesmo raciocínio se aplica quando se trata da sua relação com o universo. Vivemos num universo bondoso e afetuoso cuja regra é: "Você não terá mais até provar que é capaz de lidar com o que já possui".


Antes de gerir uma grande fortuna, você precisa adquirir o hábito e a capacidade de administrar o pouco dinheiro. Lembre-se: somos criaturas de hábitos. Portanto, o hábito de administrar o dinheiro é mais importante do que a quantidade de dinheiro que você tem."


Então galera, sejam felizes com o que vocês tem, administre-o bem, que automaticamente estarão preparados para receber grandes fortunas.

Abraços e bons investimentos!

2 comentários:

  1. Excelente reflexão SV.
    Sucesso meu caro!
    Vamos lá,
    abc

    ResponderExcluir
  2. Olá! Sucesso virá a nós automaticamente, basta seguirmos com o plano e a administração. Abraços!

    ResponderExcluir